Dirigentes del Comité Ciudadanos por la Integración Racial de Cuba reciben medidas cautelares de parte de la CIDH a solicitud de Raza e Igualdad

Dirigentes del Comité Ciudadanos por la Integración Racial de Cuba reciben medidas cautelares de parte de la CIDH a solicitud de Raza e Igualdad

CIDH, Cuba, Español
Washington D.C., 22 de enero de 2021.- La Comisión Interamericana de Derechos Humanos (CIDH) otorgó medidas cautelares a Juan Antonio Madrazo Luna, Marthadela Tamayo González y Osvaldo Navarro Veloz, todos defensores de derechos humanos e integrantes del Comité Ciudadanos por la Integración Racial (CIR), tras considerar que se encuentran en una situación de gravedad y urgencia de riesgo de daño irreparable a sus derechos en Cuba. La CIDH solicitó al Estado de Cuba que adopte las medidas necesarias para proteger los derechos a la vida e integridad personal de Juan Antonio Madrazo Luna, Marthadela Tamayo González y Osvaldo Navarro Veloz, así como para que puedan desarrollar sus actividades como defensores de derechos humanos, sin ser objeto de actos de violencia, intimidación y hostigamientos en el ejercicio de sus labores, incluyendo…
Leer más
Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa: Raça e Igualdade faz um chamado à luta contra o racismo religioso no Brasil

Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa: Raça e Igualdade faz um chamado à luta contra o racismo religioso no Brasil

Brasil, Brazil Portuguese
Brasil, 21 de janeiro de 2021. Instituído pela Lei nº 11.635/2007, o dia 21 de janeiro marca o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa no Brasil. Em virtude das celebrações da data, o Instituto Internacional sobre Raça, Igualdade e Direitos Humanos (Raça e Igualdade) faz um chamado à visibilização da luta contra o racismo religioso recorrendo, primeiramente, aos princípios que fundamentam a Constituição brasileira.  Em seu artigo 5º, inciso VI, é afirmada a inviolabilidade da liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias. Ora, como um direito garantido constitucionalmente, por que falar de intolerância religiosa e racismo religioso no país miticamente conhecido pela liberdade religiosa? A escolha…
Leer más
Raza e Igualdad Colombia se une a la CIDH para demandar que el Estado colombiano no deje impune el feminicidio contra niña afrodescendiente en el Cauca

Raza e Igualdad Colombia se une a la CIDH para demandar que el Estado colombiano no deje impune el feminicidio contra niña afrodescendiente en el Cauca

CIDH, Colombia, Español
Bogotá, 20 de enero de 2021.- El Instituto sobre Raza, Igualdad y Derechos Humanos (Raza e Igualdad) se une a la Comisión Interamericana de Derechos Humanos (CIDH) para demandar que el Estado colombiano investigue a fondo el feminicidio cometido en contra de la niña Maira Alejandra Orobio Solís, teniendo en cuenta que este crimen forma parte de un patrón sistemático de agresiones y violaciones en perjuicio de la población afrocolombiana que Raza e Igualdad ha venido visibilizando. El cuerpo de Maira Alejandra, de once años, fue encontrado sin vida y con signos de violación y tortura la madrugada del 11 de enero de 2021 en una zona verde del barrio Santa Mónica, en el municipio de Guapi, departamento del Cauca. El crimen ha generado conmoción a nivel nacional y según…
Leer más
Mês da Visibilidade Trans: uma conversa sobre transmaculinidades com Kaio Lemos e Leonardo Peçanha

Mês da Visibilidade Trans: uma conversa sobre transmaculinidades com Kaio Lemos e Leonardo Peçanha

Brasil, Brazil Portuguese, LGBTI, Regional
Em janeiro comemora-se o Mês da Visibilidade Trans no Brasil, tendo o dia 29 de janeiro como a data oficial de celebração do Dia Nacional da Visibilidade Trans. Esse dia vem marcar uma agenda de compromissos e de respeito pela visibilização da existência e dos direitos da população trans no país. A data é celebrada desde 2004, quando transexuais e travestis organizaram um ato nacional e, pela primeira vez, ocuparam o congresso brasileiro para o lançamento da campanha “Travesti e Respeito”, tornando-se um marco na luta por dignidade, cidadania e visibilidade. Tendo em vista a luta da população LGBTI pela igualdade de direitos e pela não discriminação de seus corpos e identidades, o Instituto Internacional sobre Raça, Igualdade e Direitos Humanos (Raça e Igualdade) reconhece as formas distintas de violência…
Leer más
Por uma outra política de segurança: a letalidade da violência policial no Brasil em 2020

Por uma outra política de segurança: a letalidade da violência policial no Brasil em 2020

Brasil, Brazil Portuguese, OEA, ONU
No Brasil, historicamente, o uso da violência policial sempre esteve camuflado através do discurso da ‘manutenção da ordem social’. Discurso que por si só já carrega uma sentença em uma sociedade que despreza as diferenças: a morte. Através da anuência do Estado brasileiro, a violência se tornou uma forma mais barata de ignorar as desigualdades e, assim, se concretizou como uma guerra civil permanente contra a população negra e pobre. Enquanto isso, o percurso genocida do racismo revela-se através dos dados da violência policial em 2020; a morte de muitos (crianças, jovens, homens e mulheres negros) e o silêncio de milhares. O relatório “A cor da violência: a bala não erra o alvo” [1], realizado pela Rede de Observatórios da Segurança, aponta os dados da violência racista em 2019. Na…
Leer más